Brilhe, diamante louco!

Imagem para a postagem "Brilhe, diamante louco!" no blog Amor e Oxigênio

E agora não há nada que a menina ainda possa tentar esclarecer, pois acabou. As manifestações de afeto, as palavras ditas em alto e bom tom, o esmalte vermelho, as preces, a crença, o sonho. Acabou.
Aqueles dias estavam diferentes dos demais. A manhã estava morta e nada era entendido. As bocas se fecharam e os sorrisos desapareceram. Os olhares sumiram e as lágrimas cessaram.
Era como se não existisse mais os dois lados da moeda e nem mesmo o meio termo entre tudo o que a menina estava fazendo. Era como se o vento tivesse se estagnado, juntamente com a ordem natural das coisas e com o crescimento físico e mental de cada indivíduo que ela conhecia. Era como se antes existisse algo como uma estrela guia e, drasticamente, ela se apagou.
Agora, consequentemente, a pequena menina seguirá o seu caminho sem rumo, as suas vontades incertas, o seu deserto sem miragens e sem abrigo e a sua vontade de escolher entre as mais diversas alternativas que já não existem mais. Amanhã será diferente.. Será, pois com o tempo os objetos ficam velhos e quebrados, os automóveis estragam, os imóveis perdem o seu valor e a cidade muda. As pessoas, sendo isso bom ou ruim, mudam também.
Vamos fugir, vamos brincar perto da usina.. E nada mais existe, nem nós, nem eles, nem a meta, nem o acaso, nem a vontade, nem o querer, nem o mistério, muito menos o amor.

"Ninguém sabe o quão perto ou longe você está, brilhe diamante louco!"
(Shine on you crazy diamond - Pink Floyd)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens recentes

recentposts

Postagens que você possa gostar

randomposts